de Guimarães Rosa

Utilizando seu peculiar processo de invenção de palavras pela junção de radicais de línguas diferentes, nasce o título da primeira obra de Guimarães Rosa, “Sagarana”.

A obra com nove contos, nos quais o universo do sertão é relatado, traz um Brasil rico cheio de causos, mistérios, vaqueiros, jagunços e valentões, com grande profundidade humana, tornando-se assim universais.

Os nove contos estão presentes na montagem, com ênfase nos três que consideramos abarcar os outros, são eles: “Sarapalha”, “Corpo Fechado” e “A Hora e a Vez de Augusto Matraga”.

© 2019 por evoéciadeteatro