Sininho está muito ocupada com a comemoração do dia das fadas e deixa Peter Pan sozinho em busca de suas aventuras. Ele encontra sereias, pássaros poderosos, uma lagarta muito engraçada, e claro, o malvado capitão gancho que trama acabar com a festa das fadas e destruir a flor que mantém Peter Pan criança na Terra do Nunca.

 

Será que dessa vez Gancho conseguirá? Ou Peter Pan dará uma lição e uma vez por todas no malvado Capitão?

 

As Aventuras de Peter Pan e Sininho

"As Aventuras de Peter Pan e Sininho" é um espetáculo infantil, que utiliza do jogo lúdico proporcionado pelo teatro infantil e do teatro de bonecos para contar a estória do já conhecido menino que não queria crescer.

 

O espetáculo se passa na Terra do Nunca, depois da estória já conhecidas por todos. Dessa vez, Peter Pan busca novas aventuras, e parece que as aventuras sempre vêm acompanhadas de perigos e os perigos de ensinamentos.

 

Nessa adaptação, Peter Pan, tem uma conversa com uma Lagarta, que diz sobre a importância da boa alimentação, do consumo de frutas e verduras. Porém, Peter, acaba enfeitiçado por uma flor mágica, que gancho planta perto de seu esconderijo para destruí-lo. Ao ser questionado pela lagarta, Peter se defende, dizendo que foi ela que disse para ele comer verduras, como se não tivesse entendido.

 

No espetáculo, as relações de aprendizado, as escolhas de condutas, da formação do caráter, são colocadas de forma implícita, atuando dessa forma, com didática, sem didatismo.

Um pouco mais da Aventura

Fotos: Daniel Lellis Siqueira

SINOPSE COMPLETA

 

"As Aventuras de Peter Pan e Sininho" é uma peça livremente inspirada nos escritos de J. M. Barrie, no qual, os personagens Peter Pan e Sininho, continuam suas vidas depois da visita de Wendy e seus irmãos.

Peter Pan relembra das aventuras com Wendy e seus irmãos, depois fica entediado, diz à Sininho que quer voar em busca de novas aventuras, caçar piratas, etc. Porém, Sininho está ocupada com a comemoração do dia da Flor da inocência, a flor mágica que mantém a inocência das crianças e a Terra do Nunca, uma terra cheia de maravilhas e fantasia.

Depois de Peter Pan insistir muito, Sininho ensina a dança das fadas, uma dança secreta, e quando vê, está atrasada para seu compromisso.

Peter Pan fica sozinho, e parece que alguém ouviu seus pedidos por novas aventuras. Gancho duela com Peter Pan, que claro, vence a luta.

Uma sereia aparece e Peter fica encantado, porém não consegue falar com ela, pois Sininho grita por Socorro.

Peter voa em busca de Sininho, mas no meio do caminho esquece, e volta para pensar num plano para conversar com as sereias.

Uma lagarta aparece e questiona a inquietação do menino, explicando que também pode ser bom ficar quieto, sem ter que fazer estripulias. Ela está à procura de verduras e legumes. Peter Pan, diz que detesta tais alimentos. A lagarta explica da importância dos alimentos e sai para encontrá-los.

Sininho procura Peter para contar que gancho tentou roubar a flor da inocência, e plantar em seu lugar outra parecida, porém não encontra o menino.

Gancho finge propor uma trégua, mas não encontra Peter Pan no esconderijo e tem uma brilhante ideia: plantar a flor da maldade para que Peter coma e seja destruído.

O Pássaro do nunca avisa Sininho que Peter encontrou a flor da maldade e corre perigo.

Peter é seduzido pelos poderes da flor da maldade e comendo-a começa a passar mal, ficando triste, porém sem conseguir deixar de comê-la.

Sininho que está com a flor da inocência em mãos, quer mostrá-la a Peter antes de plantá-la novamente.

A lagarta vira uma borboleta e em sua busca por legumes e verduras vê que Peter Pan está passando mal. Tenta ajudar o amigo, mas Peter não quer deixar a flor de lado, pois está sob seus efeitos alucinógenos.

Peter não ouve a lagarta e acaba morrendo.

Sininho ao encontrar o menino morto, chora e lembra que quando gancho tentou envenena-la, Peter pediu ajuda das crianças para salvá-la.

Peter volta à vida e gancho aparece para tentar dar fim ao menino, já que sua flor não conseguiu.

Os dois duelam, Peter está muito fraco e está quase perdendo a luta. Sininho lembra-se do medo de gancho do Tic Tac, o crocodilo que vive a espreita de gancho, e ao fazer o barulho, assusta gancho que foge de medo.

Peter fica triste que a lagarta virou borboleta, mas Sininho explica que às vezes as pessoas, ou coisas mudam de aparência e crescem, mas o importante, é mesmo crescendo, manter a inocência de uma criança.

FICHA TÉCNICA

 

Texto e Direção: Rodrigo Ximarelli

Elenco: Lucas Barbugiani, Lucas Pedroso e Shanny Segade Stand-in: Hamilton Fernandes

Técnico de Som e Luz Dimas Stecca

Confecção de Bonecos: Eric Fonseca 

Figurinos: Márcio Laguna e Medinila Ronconi

Visagismo: Gil Oiliveira

 

Duração: 60 minutos

 

Faixa Etária A partir de 2 anos

PROPOSTA PEDAGÓGICA

 

Apesar de o espetáculo ser uma reescrita do clássico,as questões pedagógicas existentes no original estão presentes em nossa peça.

O texto mantém o foco principal da obra de Barrie, que é a importância de ser criança. Às vezes os adultos se esquecem disso, mas criança tem que ser criança!

Além do tema principal, focamos em três questões que consideramos importantes, como responsabilidade no cumprimento de compromissos assumidos, a importância de uma boa alimentação, e o cuidado do podemos ingerir.

No que diz respeito à responsabilidade nos compromissos assumidos, Sininho está incumbida de cuidar da flor da inocência. Ao ver que gancho está querendo trocar a flor por outra, consegue salvá-la, porém, ao invés de plantá-la novamente em seu lugar, lembra que Peter Pan queria muito conhecê-la e leva a flor para mostrar ao amigo.

Essa atitude de Sininho é o que fará a Lagarta virar uma borboleta antes da hora. As consequências poderiam ser mais drásticas, porém Sininho ouviu os conselhos do Pássaro do Nunca, um sábio, que representa a figura do mais velho, do tutor, e plantou rapidamente a flor em seu lugar, evitando que outros problemas acontecessem.

Quanto à boa alimentação, esse tema se liga ao próximo que é o cuidado com o que devemos ingerir. Muitas vezes as crianças tem resistência em comer frutas, legumes e verduras, alimentos muito importantes para o bom funcionamento do organismo.

A Lagarta incentiva Peter a comer esses alimentos, contudo, Peter que não gostava desses alimentos, utiliza erroneamente desse incentivo para justificar o seu descuido de comer a flor da maldade, deixada por Gancho.

Esse cuidado que devemos ter com o que ingerimos, é um alerta tanto para a ingestão de objetos pequenos, alimentos estragados, flores, plantas, que são atitudes normais para os menores, como também reforça a prevenção dos maiores para que não utilizem drogas.

A fala final de Sininho está repleta de ensinamentos, pois as pessoas crescem e mudam, mas o importante é crescer com caráter, sabendo distinguir as condutas boas das más.

Olhar o mundo com a inocência pertinente a criança é importante, porém ter o mesmo olhar norteado por princípios e ética, é melhor ainda.

 

PROPOSTA DE ENCENAÇÃO

 

O espetáculo utiliza de dinamismo dramaturgico, com cenas rápidas e novos acontecimentos que vão mantendo as crianças interessadas no assunto.

Também propomos um dinamismo corporal e com utilização de bonecos que aparecem na cena, criando curiosidade e ampliando o universo imagético dos pequenos.

O trabalho corporal é um dos focos da encenação. Nos momento de narração, tomam um tom mais neutro, para na sequência se potencializar em função das imitações que Peter e Sininho fazem dos outros personagens ou ainda para dar movimnto e ritmo às cenas.

Nossa pesquisa é continua e paralela a dos nossos outros infantis: “O Jogo do Foclore” e “Pinocchio”, que tomam a comédia dell’art,  o Circo Teatro, o teatro dialético de Bertolt Brecht, o teatro de bonecos e formas animadas como base.

O investimento maior é na interpretação dos atores que trocam com a plateia do início ao fim.

ASPECTOS TÉCNICOS DO ESPETÁCULO

 

O CENÁRIO é composto por três araras cobertas por jutas, com folhas e flores e outros acessórios como árvores, jardins e troncos.

É um cenário de fácil montagem, se adaptando a várias realidades, desde um teatro propriamente dito até o pátio de uma escola ou uma praça.

O TEXTO parte de um dinamismo cênico, mesclando atores e bonecos.

Utilizamos técnicas de improvisação, adquiridas no estudo da teatróloga Viola Spolin, que nos permite intervir livremente com a plateia.

O espetáculo tem DURAÇÃO de 60 minutos.

As MÚSICAS foram pensadas numa forma de compor o clima de fantasia da Terra do Nunca e manter o espetáculo num ritmo alegre e descontraído, ou de suspense, nas entradas do malvado Capitão Gancho.

O espetáculo pode ser realizado com ILUMINAÇÃO simples, mas na possibilidade da utilização de recursos específicos de iluminação (conforme descrito no mapa de luz), a luz acrescenta efeitos lúdicos ao espetáculo.

Necessitamos de 90 minutos para a MONTAGEM do cenário e 45 minutos para DESMONTAGEM.

Vídeo

O espetáculo estreou em Março de 2015, tendo até o momento realizado mais de 60 apresentações, nos mais diversos locais, teatros, escolas, Sescs, Fábricas de Cultura, Condomínios, Clubes, etc.

© 2019 por evoéciadeteatro